Santa Teresa – Região dos Imigrantes

Santa Teresa

santa-teresa-brasao

A cidade colibri

Santa Teresa é conhecida como “o Beija-flor do Espírito Santo”. Graças à abundância dessas aves na região e principalmente, por ser a terra onde nasceu e viveu o cientista Augusto Ruschi, patrono da ecologia no Brasil, pioneiro nas pesquisas com beija-flores e fundador do Museu de Biologia Professor Mello Leitão, localizado na cidade.

O município possui uma das mais exuberantes biodiversidades do mundo e está cercado pelas montanhas da região serrana do Espírito Santo, com cerca de 40% de seu território composto de Mata Atlântica, grande diversidade de espécies de orquídeas e apresenta-se como o maior produtor de uva e vinho do Espírito Santo, representando 80% da produção estadual. Santa Teresa foi a primeira colônia fundada por imigrantes italianos no Brasil e teve sua história iniciada em 1874.

Segundo o sociólogo italiano Renzo M. Grosselli, a Expedição de Pietro Tabacchi, foi o primeiro caso de partida em massa dos imigrantes da região do norte da Itália para o Brasil. A primeira viagem de imigrantes aconteceu no dia 3 de janeiro de 1874 do Porto de Gênova, em um navio a vela, o “La Sofia”, na expedição Tabacchi, e a segunda pelo “Rivadávia”, ambos de bandeira francesa. O “La Sofia” chegou ao Brasil em 21 de fevereiro de 1874, com 386 famílias para as terras de Pietro Tabacchi, em Santa Cruz. Contudo, oficialmente, a

imigração teve início no Brasil com a chegada do navio “Rivadávia”, que aportou em 31 de maio de 1875, com 150 famílias italianas, encaminhadas para Santa Leopoldina, dentre as quais 60 famílias seguiram para Timbuí, quando no dia 26 de junho de 1875 foram contempladas com lotes territoriais, fundando assim Santa Teresa.

A origem do nome da cidade é controverso. A tradição local diz que provém da fé de uma das colonizadoras que, aos pés de uma árvore conhecida na região por Pau-Peba, fixou uma imagem de Santa Teresa, trazida da Itália. À sombra dessa árvore se reuniam os colonizadores para suas orações. No entanto, documentos da época revelam que o nome da cidade é anterior à colonização. A pequena vila rapidamente se desenvolveu e já em 1891 foi criado e instalado o município de Santa Teresa. Em 1895 foram criadas a comarca e a paróquia. Em 1995 foi desmembrado o distrito de São Roque do Canaã, dando origem a um novo município. Recentemente, por meio da Lei 226/2012, se tornou a Capital Estadual do Jazz e do Blues.

Cultura marcante, meio ambiente preservado, clima agradável e gastronomia são os principais atrativos de Santa Teresa. Por todos esses motivos, Santa Teresa destaca-se como um dos mais importantes destinos turísticos do Espírito Santo. Visite Santa Teresa, sua estada será inesquecível.

Translate »